Pesquisar
Close this search box.

Após três anos, BH confirma o maior arraial da história: ‘Vai ser lindo, de forma presencial’

Por

arraial bh
O arraial na Praça da Estação é uma festa tradicional de Belo Horizonte (Wagner Liberato/Acervo Belotur)

Após anunciar detalhes de como será o Carnaval de BH em 2023, a Belotur (Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte) confirmou o maior arraial da história da cidade ainda para este ano, no segundo semestre. Segundo Gilberto Castro, presidente do órgão, a festa volta a Praça da Estação após três anos sem o evento por conta da pandemia de Covid-19. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa na manhã de hoje (12).

“Teremos o maior arraial da história este ano, e estamos trabalhando para tê-lo de volta à Praça da Estação. Vai ser um arraial lindo, de forma presencial. A previsão é que ele aconteça no segundo semestre, em julho, talvez entrando em agosto. Para que ele seja o maior, vamos esticá-lo por alguns fins de semana. Estamos trabalhando para isso”, explica o presidente da Belotur.

Ele ainda lembra que todos os eventos da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte), o município “busca a iniciativa privada para minimizar os custos, mas é um trabalho que ainda está sendo realizado”. Gilberto Castro também destaca que a festa tem a participação de mais de 40 quadrilhas, que fazem festas por toda a capital mineira. E que a quadrilha campeã nacional é de Belo Horizonte.

Investimentos no Carnaval

A Belotur divulgou nesta quinta-feira detalhes de como investirá cerca de R$ 3,7 milhões em ações para reestruturar o Carnaval da capital mineira, suspenso nos últimos dois anos em decorrência da pandemia. Escolas de samba, blocos caricatos e blocos de rua poderão se inscrever do dia 16 até 30 de maio nos editais abertos pelo município. O prefeito Fuad Noman (PSD) já havia adiantado que em 2023 destinaria recursos para o maior evento popular da cidade.

Os investimentos serão usados em ações de capacitação, tais como oficinas, cursos, palestras e seminários, além de ensaios e gravações musicais e audiovisuais. A ideia é que esses recursos apoiem a qualificação e a divulgação do Carnaval de Belo Horizonte.

“Os editais surgiram em diálogo com representantes do Carnaval de Belo Horizonte, considerando as necessidades e demandas do setor. Sabemos que essa cadeia produtiva foi muito prejudicada com a pandemia da Covid-19, e temos agora a possibilidade de oferecer um caminho para que eles mantenham acesa a chama deste evento, que gera emprego, renda, desenvolvimento e promove Belo Horizonte como um dos melhores destinos mornescos do país”, comenta Gilberto Castro. Leia mais por aqui.

Vitor Fernandes

Sub-editor, no BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva do Portal UOL. Com reportagens vencedoras nos prêmios CDL (2018, 2019, 2020 e 2022), Sindibel (2019), Sebrae (2021) e Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (2021).

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ