Celeiro de Minas, restaurante no Barreiro, anuncia fechamento em BH

Celeiro de Minas
“É o fim de um ciclo, no qual temos a certeza de que cumprimos nossa missão!”, postou a conta do restaurante nas redes sociais, em texto de despedida (Reprodução/Celeiro de Minas)

O Celeiro de Minas, um restaurante tradicional no Barreiro de Baixo, região do Barreiro, em Belo Horizonte, anunciou que vai encerrar as suas atividades por causa das instabilidades em função da pandemia do novo coronavírus. Uma mensagem carinhosa foi postada na rede social nessa terça-feira (9) avisando aos clientes que o estabelecimento vai funcionar como delivery apenas até o próximo domingo (14). Com a proibição do funcionamento de serviços não essenciais, anunciada na sexta-feira pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), desde o último sábado (6) bares e restaurantes da capital só podem funcionar no esquema de entregas. 

“Queridos clientes, fornecedores e parceiros, é com profunda tristeza e respeito às circunstâncias, que o Celeiro de Minas anuncia o fim de suas atividades. A gastronomia fora do lar vem sofrendo, desde o inicio da pandemia, com instabilidades comerciais, que não mais asseguram a permanência daqueles que assumem responsabilidades em sua grandeza, se tornando insustentável com o abre e fecha de segmentos ‘não essenciais’”, escreveram.

Eles lembraram das duas décadas de história na avenida Sinfrônio Brochado, uma das principais do Barreiro. “São mais de 20 anos construindo uma linda história marcada de momentos inesquecíveis, festas, encontros, shows, negócios, enfim… um CELEIRO de motivos que tivemos a honra de celebrar com o melhor do que podíamos oferecer em produtos e serviços”, recordaram.

Os responsáveis aproveitaram para agradecer à região e à gastronomia mineira. “Obrigado Barreiro, região que nos acolheu e fez historia junto a nós! Gratidão à gastronomia mineira, que sempre nos conduziu a proporcionar Alimento de verdade!”, exaltaram.

Pelo comunicado, o restaurante colocou em aberto uma possível volta no futuro. “E que seja um até breve!! Um intervalo de trabalhos, para que possamos nos reorganizar e retornarmos com adequações comerciais, de um TEMPO que nos desafia à transformações”, finalizaram.

‘Vai deixar saudade’

Moradores da região lamentaram o encerramento das atividades. Centenas de pessoas deixaram uma mensagem na rede social do restaurante. “Lamentável tudo isso. Tenho muitos momentos e ótimas lembranças… vai deixar saudade! Espero de coração que um dia vocês voltem a funcionar… o Barreiro não será mais o mesmo”, lamentou uma cliente.

Artistas que já se apresentaram no restaurante também agradeceram por todas as oportunidade que receberam no lugar. “É muito triste o que estamos passando, e duro demais suportar. Deixo aqui o meu abraço a todos do Celeiro de Minas que deram oportunidade a minha arte de cantar e celebrar a vida no palco do Celeiro. Deus abençoe vocês”.

Fechamentos

O Celeiro de Minas não é o primeiro restaurante a anunciar o fechamento desde o começo da pandemia. Na região Centro-Sul, por exemplo, outros estabelecimentos tradicionais fecharam as portas no começo do ano. O bistrô Au Bon Vivant, no Cruzeiro, comunicou o encerramento das atividades nos primeiros dias de janeiro. Duas semanas depois, foi a vez do restaurante Vecchio Sogno, após 25 anos de funcionamento no bairro Santo Agostinho.

Já o Guajá, café e co-working no Funcionários, depois de anunciar o fechamento em maio, estabeleceu novas parcerias e comunicou a reabertura em breve.

Edição: Vitor Fernandes

Comentários