Pesquisar
Close this search box.

Enem 2016 será adiado para mais de 10 mil estudantes de BH; provas serão aplicadas em dezembro

Por

Escola Estadual Milton Campos ocupada desde de 6 de outubro por estudantes contra a PEC 241 (Reprodução/Facebook)

A aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) será adiada para 10.857 estudantes de Belo Horizonte. Normalmente realizado no próximo final de semana — 5 e 6 de novembro —, o exame será aplicado nos dias 3 e 4 de dezembro para os estudantes afetados por manifestações em escolas. Estão ocupados 13 locais onde seria realizado o Enem na capital.

Segundo informou o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), os prejudicados estão sendo comunicados do remanejamento por meio de SMS, e-mail e divulgação no site.

No país, 191.494 inscritos no exame terão de fazer a prova na data alternativa — parcela correspondente a 98% do total de estudantes inscritos. Os locais estão ocupados em ato contrário à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que congela os gastos da União durante os próximos 20 anos. Manifestantes temem que a medida possa inviabilizar repasses do Governo Federal para União.

Conforme divulgado pelo Inep, o intervalo de aproximadamente 30 dias em que as provas serão aplicadas foi necessário para não colocar em risco a inviolabilidade do exame. “A aplicação exige um plano logístico de distribuição do material, com rotas pré-definidas, escoltas policiais e efetivo policial destacado para a operação. A alteração desses locais implica em reprocessar todo o material para readequação da nova logística”, diz um trecho do texto divulgado.

O instituto acrescenta ainda que a data alternativa não comprometerá a utilização dos resultados no SISU, Fies e Prouni no resultado da prova. Em relação a alteração do conteúdo das provas, o Inep esclarece que as questões aplicadas em ambas datas serão equivalentes, de modo a garantir a isonomia do exame.

Veja a lista dos locais de aplicação em Belo Horizonte que estão com as ocupações estudantis:

Escola Estadual Ari da Franca, na região da Pampulha; Escola Estadual Governador Milton Campos, na Zona Sul; escolas estaduais Juscelino Kubitscheck de Oliveira,  Geraldina Ana Gomes, Maria Carolina Campos, Maria Muzzi Guastaferro e Santos Dumont, na região de Venda Nova; e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Guilherme Scarpellini

Guilherme Scarpellini é redator de política e cidades no Portal BHAZ.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ