Pesquisar
Close this search box.

Pai de menina de 6 anos fez ‘racha’ por 25 km com suspeito de matar a criança na BR-381

Por

pai faz racha 381
A Polícia Civil concluiu que Melissa Maria Ribeiro foi morta após o pai dela e um homem de 44 anos fazerem um "racha" na rodovia BR-381 (PCMG/Divulgação)

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu que a menina Melissa Maria Ribeiro, de 6 anos, foi morta em meio a uma briga que se iniciou com um “racha” entre o pai dela e um homem de 44 anos na BR-381, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. O crime ocorreu em 21 de janeiro deste ano.

Segundo a investigação, o pai da criança e o suspeito teriam iniciado uma discussão, com perseguição e corrida entre os carros, que prosseguiu por mais de 25 km. A vítima, que estava no banco de trás do veículo, foi atingida com um tiro na cabeça e caiu no colo do irmão, de 3 anos.

Durante as apurações, foram apreendidos uma pistola 9mm e o veículo utilizado pelo suspeito. Igor Bezerra de Lima, 44, estava foragido e foi preso no sábado (6).

Trajeto em que os dois homens teriam feito o ‘racha’ (PCMG/Divulgação)

Polícia traçou o percurso do suspeito

Imagens de câmeras de segurança da rodovia ajudaram os investigadores a chegar na autoria e dinâmica do crime. O delegado que coordena a investigação, Italo de Almeida, disse que por meio da análise dessas imagens, a PCMG identificou os veículos, flagrados em alta velocidade e em ultrapassagens perigosas.

“Em certo momento dessa ‘disputa’, o veículo do pai da vítima pressionou o veículo onde estava o suspeito, que saiu pela marginal da rodovia, mas, ainda assim, ele continuou em uma espécie de perseguição”, detalha Italo.

Ainda segundo o delegado, “assim que ele [suspeito] voltou à rodovia, emparelhou seu carro com o veículo da vítima e efetuou o disparo”. Com base nas análises das câmeras de segurança, a equipe identificou o prédio onde o suspeito entrou, sendo então qualificado o responsável pelo disparo que atingiu a criança.

Com PCMG

Larissa Reis

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog. Também participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ