Pesquisar
Close this search box.

Vizinhos encontram corpo de mulher em apartamento na rua da Bahia em BH; ex é suspeito

Por

Prédio na Rua da Bahia
Casal de vizinhos encontrou porta do apartamento aberta (Reprodução/Google Street View)

Um homem de 34 anos foi preso nesse domingo (4) após confessar ter matado a ex-companheira, uma mulher de 46 anos. A vítima foi encontrada morta dentro do próprio apartamento, na rua da Bahia, no Centro de Belo Horizonte.

Além de ter registros na polícia por roubo, estelionato e outros crimes, o suspeito também já havia sido denunciado pela vítima por ameaças e violência, além de ter uma medida protetiva que o impedia de se aproximar dela. O homem chegou a ser preso no fim de maio, mas foi liberado.

Vizinhos encontraram corpo

A Polícia Militar foi acionada por um casal de vizinhos que, ao chegar em casa por volta das 18h40 de ontem, se deparou com a porta do apartamento da vítima aberta, com sinais de arrombamento. Dentro, estava o corpo da mulher, caído sobre a cama, com um pano sobre a cabeça.

Os policiais acionaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), e a morte foi constatada pela equipe médica. Ao levantar informações sobre a vítima, a PM constatou que ela já havia registrado várias ocorrências contra o ex-companheiro, sendo três delas no último mês.

Histórico de violência

Em 21 de maio, o homem de 34 anos foi preso em flagrante por descumprir uma medida protetiva concedida à ex-companheira. Ele estava perseguindo a vítima.

Segundo a PM, o homem foi preso, mas teve concedida a liberdade provisória no dia seguinte, sem pagamento de fiança. A Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica da Polícia Militar teria procurado a vítima duas vezes depois da ocorrência para acompanhar o caso, sem sucesso.

Uma semana depois, em 29 de maio, a mulher procurou a Delegacia de Plantão de Atendimento à Mulher e denunciou ter sido ameaçada novamente pelo homem. Segundo ela, o suspeito disse que se ela não retirasse a medida protetiva contra ele, ele a mataria.

O homem também tem outro registro por violência doméstica, denunciada por outra mulher em 2020.

Confissão

Diante do histórico de ameaças e violência, a polícia iniciou buscas pelo homem de 34 anos. Ao ser encontrado, o suspeito confessou ter matado a ex-companheira.

O homem disse aos policiais que não admitia o fim do relacionamento. Ele também confessou que ameaçava a mulher constantemente, inclusive de morte.

O suspeito conta que foi à casa da vítima nesse domingo e, após ter relação sexual com ela, a enforcou com as mãos, matando-a por asfixia. Ele foi preso em flagrante e encaminhado à delegacia de plantão.

Procurada pelo BHAZ, a Polícia Civil informou que a perícia esteve no local e realizou os primeiros levantamentos, além de apreender apreensão de um aparelho de circuito interno “no intuito de verificar a existência de possíveis imagens que possam subsidiar a investigação”.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal para ser submetido ao exame de necropsia, e o suspeito foi conduzido à delegacia de plantão, onde os trabalhos de polícia judiciária estão em andamento.

Sofia Leão

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ