Na Copa do Brasil, árbitro faz xixi em campo e é flagrado pelas câmeras

Juiz copa do brasil xixi
O árbitro tentou disfarçar ajeitando o calção, mas foi pego pelas câmeras (Reprodução/Redes sociais)

Um árbitro foi “pego no pulo” nessa quinta-feira (11) fazendo xixi em campo. O fato inusitado aconteceu em partida válida pela Copa do Brasil, entre Boavista e Goiás. O juiz tentou disfarçar, ajeitando o calção e andando em campo, mas as câmeras de televisão registraram o momento exato e veicularam as imagens ao vivo.

No vídeo (veja abaixo), que está viralizando nas redes sociais, pode-se ver o árbitro principal, o alagoano Dênis da Silva Ribeiro Serafim, antes da partida começar, ajeitando o calção, como se nada estivesse ocorrendo. Ele ainda cumprimenta o goleiro do Goiás, Marcelo Rangel, que estava passando na linha de campo. A prova do crime foi o xixi descendo entre as pernas.

O confronto era válido pela primeira fase da Copa do Brasil. Como o duelo é em jogo único, a vitória por 3 a 1 deu a vaga para o Boa Vista. O time fluminense garantiu a vaga para segunda fase da competição. Já o Goiás, recém-rebaixado para a Série B do Brasileirão, está eliminado.

‘É sério?’

Nas redes sociais, várias pessoas ficaram sem acreditar que o juiz tinha, de fato, urinado em campo. “É sério que teve um árbitro que mijou hoje no meio do campo?”, perguntou um internauta. Muitas pessoas chamaram atenção para a particularidade da competição no Brasil: “O futebol brasileiro é diferente de qualquer outro, de verdade”, disse outro usuário da mídia social.

Um outro brasileiro já foi flagrado urinando em campo. Em 1996, Ronaldo usou a bola para se proteger das câmeras e fazer xixi durante uma partida pela Olimpíada de Atlanta. Alguns internautas viram o acontecimento como um desrespeito do árbitro, autoridade máxima dentro de campo. “Isso é ilógico velho, num momento que chegaram a cogitar advertir os jogadores por cuspir no gramado, o árbitro mija dentro de campo, várzea várzea várzea e desrespeito”, reclamou.

Já outros se solidarizam com o juiz. “Coitado do árbitro, que constrangedor, eu se tivesse ia no banheiro, mesmo na hora do jogo, ou me mijava ali mesmo também”, escreveu.

Independentemente de concordar ou não com a atitude do juiz, outras pessoas aproveitaram o momento para fazer “memes” e entrar na brincadeira nas redes sociais. Veja vídeo:

Futebol na pandemia?

A bola rolou ontem em vários jogos válidos pela Copa do Brasil. No mesmo dia, o estado de Minas Gerais bateu um novo recorde de mortes em 24 horas pela Covid-19. Segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), o território mineiro registrou a marca de 20.087 óbitos. Na quarta-feira (10), Minas havia tido um recorde de casos confirmados da doença no período de 24 horas, chegando a 10.409 infectados.

No país, os números são ainda mais preocupantes. A média diária de mortes vem batendo recordes consecutivos há 16 dias. Muitas pessoas, inclusive de dentro do futebol, estão questionando a manutenção dos jogos em meio ao pior momento da pandemia no Brasil. Na semana passada, o técnico do América, Lisca, fez apelo e criticou a continuidade dos jogos.

“Estou perdendo amigos, amigos treinadores. É hora de segurar a vida”, começou. “Vou fazer um apelo às autoridades do Brasil e, principalmente, à CBF (Confederação Brasileira de Futebol). É quase inacreditável que saiu uma tabela da Copa do Brasil com jogos dias 10 e 17. Oitenta clubes que nós vamos levar jogadores com delegação de 30 pessoas para um lado e para o outro do país”, disse o treinador, em entrevista ao Premiere, antes do início do jogo do time mineiro.

Comentários