Serviços internos do Ministério da Saúde voltam a sofrer ataque cibernético e ficam fora do ar

hacker
Hacker voltou a atacar sistema interno do Ministério da Saúde (Imagem Ilustrativa/Mika Baumeister/Unsplash)

Nesta segunda-feira (13) o sistema interno do Ministério da Saúde sofreu um novo ataque de hackers. Os serviços da intranet, email corporativo e rede de telefonia ficaram fora do ar. Dessa forma, pela impossibilidade de acesso aos computadores, os funcionários foram dispensados. As informações são do R7.

O ataque se iniciou na madrugada e, até o início da noite desta segunda, a equipe de tecnologia ainda tentava identificar o problema e a falha que causou a vulnerabilidade. Segundo informações obtidas pelo R7, os funcionários foram surpreendidos pelo ataque, que tirou do ar as respostas a demandar dos estados, atualizações sobre a Covid-19 e o acesso dos usuário.

A suspeita é de uma tentativa de ataque de ransomware, em que hackers sequestram os dados do órgão-alvo e pedem pagamento de propina para liberar o acesso. Por medida de segurança a esse tipo de ataque, os servidores de web podem ter o acesso à rede interrompido pelas equipes de segurança da informação.

Em nota, a equipe de tecnologia do Ministério da Saúde informou que está reativando alguns sistemas gradativamente, e em segurança. “O Departamento de Informática do SUS informa que já restabeleceu a rede interna do Ministério da Saúde e o acesso a alguns sistemas como o SEI, porém está reativando a internet de todo o órgão de forma gradativa e segura”, diz trecho do comunicado.

A pasta ainda garantiu o restabelecimento total do acesso ainda hoje.

Giulia Di Napoligiulia.di.napoli@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários