Jogador do Cuiabá vira alvo de críticas ao sugerir que homossexuais devem ‘se arrepender’

pepê
No Instagram, o meia-atacante defendeu que homossexuais devem ‘se arrepender’ se não quiserem ‘ser condenados’ (Reprodução/@pepevilardi/Instagram)

O jogador do Cuiabá, Pepê Vilardi, virou alvo de críticas nesta quinta-feira (21) ao expor posicionamentos de cunho homofóbico em seu Instagram. Respondendo a uma “caixinha de perguntas”, que tinha o objetivo de falar sobre cristianismo, o meia-atacante que tem mais de 260 mil seguidores na rede defendeu que homossexuais devem se “arrepender” se não quiserem “ser condenados”.

“O que acha sobre homossexualidade?”, perguntou um seguidor, ao que o atleta respondeu: “Leva a condenação como qualquer outro pecado se não houver arrependimento”.

Em resposta ao Pepê, outro seguidor disse ser cristão, mas achar “injusto condenar os homossexuais”, já que “Deus ama a todos”. O jogador manteve o mesmo posicionamento e afirmou que a “generalização disso nessa geração tem levado muitos ao caminho errado”.

Após citar versículos bíblicos que reforçam o seu preconceito, Pepê encerrou o assunto dizendo que a “homossexualidade é pecado da mesma forma que adulterar ou odiar seu irmão também é”. Veja abaixo:

Declarações geraram revolta

Logo que as respostas viralizaram na internet, o atleta limitou os comentários em suas publicações do Instagram afim de evitar retaliações. Ainda assim, pelo Twitter, muita gente repudiou o discurso homofóbico de Pepê.

“No momento onde sua opinião afeta a vida dos outros, não é mais opinião. Difícil o povo entender isso? Não precisa pensar muito”, escreveu um torcedor do Vasco. “Eu não entendo como destilar ódio a uma orientação edifica uma pessoa? Você acha mesmo que Deus condena alguém porque ele sente atração por alguém do mesmo sexo? Orientação não é escolha”, pontua um tricolor.

O Cuiabá, equipe do Matogrosso, enfrenta o Atlético no Mineirão neste domingo (24) pela Série A do Campeonato Brasileiro. Entre as respostas de repúdio, alguns atleticanos pedem que Pepê seja vaiado durante a partida.

“Nossa senhora o Galo tem a obrigação de meter uma ‘sacolada’ nesse time fim de semana só por causa disso aqui”, escreveu uma pessoa, enquanto outra disse: “Atlético, já sabe o que fazer no domingo!”.

Até o momento, o Cuiabá não se manifestou sobre o caso e o jogador também não voltou a falar sobre o assunto. Caso o clube se posicione, esta matéria será atualizada. Veja um pouco da repercussão:

Edição: Giovanna Fávero
Larissa Reis
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários