Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia: ‘Assustador’

Escola 175 Rússia
Ataque aconteceu na escola número 175, em Kazan (Reprodução/Google StreetView)

Onze pessoas morreram e mais de trinta ficaram feridas, esta manhã (11), durante um ataque a uma escola de Kazan, capital da República do Tartaristão, que integra a Federação Russa. A cidade fica 820 km a leste de Moscou, capital da Rússia. Os relatos iniciais comunicaram que havia dois atiradores na escola, um dos quais havia sido morto, mas as autoridades disseram mais tarde que havia apenas um suspeito.

O responsável pelo ataque foi um adolescente de 19 anos, detido após o tiroteio. O correspondente da RTP na Rússia, Evgueni Mouravitch, informa que um dos atiradores é ex-aluno da escola com perturbação mental. A polícia abriu uma investigação, mas ainda não determinou a razão do ataque.

De acordo com o presidente do Tartaristão, Rustam Minnikhanov, além das mortes, doze crianças e quatro adultos foram hospitalizados. “Perdemos sete crianças, alunos do oitavo ano. Quatro meninos e três meninas. Eles morreram aqui mesmo, no segundo andar”, disse Minnikhanov à TV estatal russa.

Revisão da lei de armas

Minnikhanov ainda disse que o jovem tinha a posse de uma arma de fogo. “O terrorista foi preso. Ele tem 19 anos. Ele é proprietário registrado de uma arma de fogo”, revelou. Depois do episódio, o presidente russo, Vladimir Putin, já determinou a revisão da lei de porte de armas do país.

As autoridades garantem que a situação já está sob controle e descartam a hipótese de ação terrorista por parte de uma organização extremista. O incidente é considerado o mais grave dos últimos anos em uma escola da Rússia.

Reações

O crime chocou, em especial, àqueles que vivem próximos do local do tiroteio. “É muito assustador perceber que isso está acontecendo na sua cidade, que isso poderia acontecer em qualquer cidade, em qualquer escola. Estou assustado com a ideia de que esta poderia ser a minha escola”, disse um internauta.

Uma homenagem para as vítimas já foi colocada nos arredores da escola. “Um memorial espontâneo apareceu próximo à escola número 175, onde oito pessoas morreram hoje como resultado da tragédia”, postou um usuário.

“Hoje, no grupo da escola no Whatsapp, há apenas uma mensagem – atirador com uma arma na escola 175. Todos estão em choque. A escola está localizada não muito longe de nós. Esses tempos…”, disse outra internauta.

Com Agência Brasil

Edição: Roberth Costa

Comentários