Decisão inédita: Ipatinga desobriga uso de máscara em locais abertos

máscara rua
O uso continua sendo recomendado em qualquer ambiente para pessoas consideradas grupo de risco para a doença (Amanda Dias/BHAZ)

A Prefeitura de Ipatinga, no Vale do Rio Doce, decretou hoje (16) a liberação do uso de máscaras nos ambientes abertos da cidade. Segundo o Executivo municipal, a decisão foi tomada devido ao avanço da vacinação contra a Covid-19 no município, que se tornou o primeiro do estado a adotar a medida.

“Com mais de de 70% da população com esquema vacinal completo, Ipatinga publica o decreto 9862/21 que flexibiliza o uso de máscara em locais abertos. O acessório continua sendo obrigatório em locais fechados, transporte públicos, estabelecimentos comerciais, indústrias e áreas comuns de condomínios”, disse a prefeitura em publicação nas redes sociais.

O decreto foi publicado nesta terça-feira no DOM (Diário Oficial do Município) e as novas regras já estão em vigor. De acordo com o documento, em casos específicos, a obrigatoriedade será dispensada até em locais fechados.

“No caso de pessoas com transtorno do espectro autista, com deficiência intelectual, com deficiências sensoriais ou com quaisquer outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial, conforme declaração médica, que poderá ser obtida por meio digital, bem como no caso de crianças com menos de três anos de idade”, detalha a publicação.

A prefeitura ressalta que o uso continua sendo recomendado em qualquer ambiente para pessoas consideradas grupo de risco para a doença.

Flexibilização em Minas será escalonada

Na última semana, o secretário de Saúde do estado, Fábio Baccheretti, disse que o uso máscaras em locais abertos deverá ser desobrigado em todo o estado ainda neste ano. Na ocasião, ele havia adiantado que a liberação aconteceria por cidades, de forma escalonada (veja aqui).

“Devemos soltar nota vinculando a vacinação de cada município [para a liberação do uso de máscaras]. Tem município que já chegou a 75% de vacinação. Não tem como tratar o estado da mesma forma, pois a vacinação é desigual. A expectativa é de que neste ano a gente atinja os critérios para desobrigar o uso de máscara em local aberto e arejado”, disse.

Edição: Giovanna Fávero
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Estudante de jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários