Bolsonaro perde popularidade nas redes sociais e já empata com Lula no Twitter, aponta levantamento

Bolsonaro
É a primeira vez que a liderança de Bolsonaro nas redes é ameaçada (Alan Santos/PR)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) enfrenta uma tendência de queda de popularidade em todas as redes sociais, e já aparece empatado tecnicamente com o ex-presidente Lula (PT) no Twitter. É o que aponta um levantamento da DAPP (Diretoria de Análise de Políticas Públicas) FGV, divulgado pela Folha de S. Paulo.

A pesquisa analisou 82,2 milhões de interações nos perfis oficiais de Bolsonaro, Lula, Ciro, Marina Silva (Rede), João Doria (PSDB) e André Janones (Avante), em postagens entre os dias 1 de novembro e 19 de dezembro.

Lula e Ciro chegam perto

De acordo com o levantamento, é a primeira vez que a liderança de Bolsonaro nas redes é ameaçada. No YouTube, Ciro Gomes (PDT) chega perto do presidente no número de engajamento em postagens e chegou a ultrapassar o atual mandatário em três das sete semanas analisadas.

Lula também se aproxima de Bolsonaro no Instagram e, segundo análise da FGV, a popularidade virtual do ex-presidente tem relação com sua participação no podcast Podpah e com postagens sobre sua viagem à Europa.

No início de dezembro, o chefe da DAPP FGV, o sociólogo Marco Aurélio Ruediger, disse que o modelo das lives semanais do presidente Jair Bolsonaro apresentava um desgaste. Já nesta semana, o presidente da República foi assunto de muitos comentários nas redes sociais ao aparecer em um vídeo dançando um funk que ataca esquerdistas, ao lado de apoiadores, no litoral de São Paulo.

A gravação, compartilhada no Twitter, mostra Bolsonaro em uma lancha no Guarujá (SP), onde está passando as férias de final de ano. A canção, de autoria de MC Reaça, hostiliza políticos de esquerda e compara feministas a cadelas.

Edição: Vitor Fernandes
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduanda em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Comentários