Pesquisar
Close this search box.

Ex-BBB Deniziane explica síndrome na visão: ‘Tenho olho preguiçoso’

Por

deniziane bbb olho preguiçoso
Ex-BBB Deniziane explicou síndrome nos olhos que chamou atenção do público (Reprodução/@anny_ferreira10/Instagram)

A ex-BBB Deniziane Ferreira explicou, em suas redes sociais, sobre a síndrome que possui nos olhos. Nessa quinta-feira (14), a mineira respondeu perguntas no Instagram e explicou que tem estrabismo desde a infância, além de ter “olho preguiçoso”.

“Eu tenho um negócio que chama ‘olho preguiçoso’, é como se esse aqui [o olho esquerdo] não tivesse função. Esse aqui [olho direito] sobrepõe a função do outro. E eu sou estrábica né gente, desde nova. Não regenera mais, não tem o que fazer”, explicou.

Deniziane esclareceu que enxerga muito bem, porém, somente de um olho. “Mas eu juro que sobre o estrabismo, gente, não me incomoda, sério. É desde infância, né, eu já nasci desse jeito, já nasci estrábica então podem falar que não vai me afetar não”, completou.

A condição é chamada ambliopia, que é a diminuição da visão em um ou ambos os olhos por conta de um desenvolvimento anormal na infância. A perda da visão ocorre devido a um problema nas vias que transmitem o estímulo visual dos olhos para o cérebro, que interpreta as imagens como borradas. Com isso, o cérebro favorece as informações sensitivas de um dos olhos.

São três tipos de ambliopia conforme a Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica: Ambliopia por ametropia ou por anisometropia: é a causa mais comum; decorre da presença do erro de refração (necessidade de óculos) em um ou ambos os olhos que não é corrigido no início da infância, resultando em mau desenvolvimento da visão nos olhos afetados; Ambliopia estrabísmica: decorre da presença de estrabismo.

Ambliopia por privação: menos frequente; decorre da presença de uma barreira para a visão por uma anomalia estrutural, como uma pálpebra caída, catarata ou cicatriz da córnea.

Andreza Miranda

Graduada em Jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2020. Participou de duas reportagens premiadas pela CDL/BH (2021 e 2022); de reportagem do projeto MonitorA, vencedor do Prêmio Cláudio Weber Abramo (2021); e de duas reportagens premiadas pelo Sebrae Minas (2021 e 2023).

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ