Carro desce morro e vai parar em telhado de casa em Sabará; família se mobiliza para arcar com prejuízos

carro sabará
O carro de Poliana Costa Silva, moradora de Sabará, foi parar, misteriosamente, no telhado de um dos vizinhos (Arquivo pessoal)

Uma família de Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte, passou por um grande susto nesse final de semana depois que o carro da família foi parar, misteriosamente, no telhado de um dos vizinhos. Poliana Costa Silva, 24, conta que o carro, comprado há menos de dois meses, teve perda total. Além disso, dois quartos da casa atingida precisarão de reparos por conta do impacto.

Ao BHAZ, a jovem conta que o namorado tinha a buscado no trabalho, no Centro de Belo Horizonte, na noite de domingo (24). Ao chegarem no bairro Nossa Senhora de Fátima, em Sabará, onde Poliana mora, ele teria estacionado o carro na calçada, bem na frente da casa dela.

“Ele puxou o freio de mão, engrenou o carro, desligou e entramos em casa. Cerca de uma hora depois meus vizinhos começaram a me chamar, desesperados, falando que o carro tinha descido. Pra gente a história tá muito mal contada, pois tecnicamente não tem como o carro descer sem ter batido na lixeira que fica em cima do passeio”, conta a jovem, que trabalha como supervisora de operações em um Call Center.

Poliana afirmou, ainda, que uma perícia esteve no local. A Defesa Civil do município foi acionada e isolou um quarto da casa atingida. O restante do imóvel, no entanto, não sofreu danos estruturais. “Na rua não tem câmeras, então infelizmente não tem como a gente saber de fato o que aconteceu”, lamenta ela.

Como ajudar?

Segundo a jovem, o carro, modelo Megane 2008, foi comprado há cerca de um mês e meio e não tinha seguro. O acidente comprometeu 80% do funcionamento do veículo, que havia custado R$ 27 mil.

O que mais preocupa Poliana, no entanto, está longe de ser a falta do carro. Nessa segunda-feira (25) a jovem criou uma vaquinha para custear os reparos da casa atingida, onde moram um casal e duas crianças.

“O carro desceu com tudo e destruiu o teto da casa dos vizinhos, o quarto dos filhos tá isolado. A gente priorizou a casa, porque a gente tá sem carro, mas as pessoas precisam ter onde morar”, explicou ela.

A jovem conta, com alegria, que não esperava a rede de solidariedade que tem se formado. De ontem pra hoje, um depósito de construção se comprometeu em doar os materiais necessários para os reparos e, em dinheiro, Poliana já arrecadou cerca de R$ 4.200.

“A gente tá muito triste com essa situação e toda ajuda financeira e até de energias positivas é muito bem-vinda”, disse ela. Quem quiser contribuir, basta enviar um PIX para o número (31) 98667-5437, ou, ainda, por meio de vaquinha online.

Edição: Roberth Costa
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários