Vídeo: PM agride mulher com tapas e a chama de ‘cachorra’ ao atender ocorrência de violência doméstica

PM agride mulher
“Essa ‘cachorra’ tem que apanhar mesmo”, diz o policial no vídeo. (Reprodução/@AldoAlmeidaBR/Twitter)

Circulam nas redes sociais imagens que mostram um policial militar do Rio Grande do Norte agredindo uma mulher com um bebê de colo e a chamando de “cachorra”. Segundo testemunhas, as autoridades foram acionadas depois de uma denúncia de violência doméstica. O episódio foi registrado na noite dessa quinta-feira (15), no município de Santo Antônio.

O vídeo mostra o momento em que a viatura chega ao local e entra na casa da mulher, que estava na rua. Ela corre até os policiais, com um bebê no colo, gritando “Pera aí, ninguém precisa bater nele não!”.

Depois, é possível ouvir gritos abafados de um dos policiais, que diz. “Meta a mãe mesmo! Bata nessa ‘cachorra’. Meta! Essa ‘cachorra’ tem que apanhar mesmo”. Já na rua, a mulher responde: “Eu não sou cachorra não, graças a Deus! ‘Cachorro’ pode ser o senhor”.

É neste momento que o PM parte pra cima da mulher, lhe agredindo com tapas. “Olhe você respeite, quem dá na sua cara sou eu!”, disse a ela. O bebê que ela segurava precisou ser retirado de seus braços por outro PM durante a confusão.

A mulher chega a cair no chão depois das agressões. Veja o vídeo:

Policiais afastados

O comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, Coronel Alarico Azevedo, afirmou em entrevista ao RN1 que os policiais serão afastados do trabalho nas ruas. “Lamentamos o que ocorreu e determinamos que eles fossem afastados do serviço operacional, eles vão prestar seus serviços na sede do batalhão”.

Ele diz, ainda, que a PM vai verificar “quais providências serão tomadas” nos âmbitos administrativos e penais. Em casos extremos, o processo administrativo dentro da Polícia Militar pode resultar em expulsão da corporação.

Larissa Reis
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Comentários