VÍDEO: ‘Vai para a favela’, berra mulher flagrada em festa clandestina de alto luxo

festa clandestina matheus e kauan
A festa foi feita para cerca de 500 pessoas (Reprodução/@alexandrefrota_oficial/Instagram)

A Polícia Civil de São Paulo interrompeu, na madrugada deste domingo (11), duas festas com cerca de 900 pessoas aglomeradas na capital de São Paulo. Em uma delas, a dupla sertaneja Matheus e Kauan fazia show para um público de 500 pessoas, a maioria sem máscara e fazendo uso de álcool e cigarro. Os artistas dizem ter sido enganados (veja detalhes abaixo). Um vídeo que mostra uma mulher irritada com a chegada dos policias, xingando palavrões, viralizou nas redes sociais. Ela não foi identificada até o momento.

A dupla fazia show em um escritório de advocacia, o Adib Abdouni Advogados, no bairro Jardim América. Segundo a Polícia Civil, foram apreendidos tickets e comandas de consumo e a responsável pelo local foi conduzida à delegacia. No local, foi elaborado boletim de ocorrência e ela acabou autuada por infração de medida sanitária preventiva.

Em vídeos compartilhados nas redes sociais pelo deputado federal Alexandre Frota (PSDB), é possível ver a grande quantidade de pessoas no show, a maior parte sem cumprir o distanciamento e sem usar máscara enquanto aproveitam a apresentação da dupla Matheus e Kauan.

Participante se irrita com policiais

Em um dos vídeos postados nas redes, uma das participantes de uma das festas se irrita com a chegada da polícia e xinga os agentes. A mulher aparentava estar alterada e segurava um copo e um celular em uma das mãos. “Vão tomar no c*, vai tomar conta de quem torra, vai pra favela car****. Vocês são uns merdas”, disse a participante às autoridades.

A força tarefa, que contou com o apoio dos órgãos Municipais e Estaduais de Vigilância, efetuou a interdição do local e emitiu multa por aglomeração e falta de uso de máscara, entre outras. Procurados pela reportagem, o escritório Adib Abdouni Advogados e os cantores Matheus e Kauan não se posicionaram até a publicação da matéria. O texto será atualizado tão logo a resposta seja recebida.

‘Enganados’

Depois de realizar o show com aglomeração e sem cumprir protocolos sanitários, os artistas emitiram comunicado oficial em que dizem ter sido enganados. Eles afirmam que fecharam acordo para realizar “presença vip” em um aniversário, mas que o contratante teria descumprido o combinado. Segundo Matheus e Kauã, o responsável efetuou “venda de ingressos sem nenhum comunicado e autorização”.

Nota da dupla Matheus e Kauã na íntegra

“A dupla Matheus & Kauan foi contratada para realizar uma presença VIP no aniversário de Lucyana Villar, no dia 10 de julho de 2021 em uma pequena confraternização para familiares e amigos.

No ato da contratação, foi afirmado pelo contratante que seriam seguidos todos os decretos que regulam concentração de pessoas, adotando protocolos de segurança e que não haveria venda de ingressos.

Registra-se que a dupla realizou o teste no dia e o mesmo teve como resultado ‘não reagente’.

Infelizmente, a parte contratante não respeitou o pactuado, efetuando venda de ingressos sem nenhum comunicado e autorização, bem como também desrespeitou o acordado no que tange ao número de pessoas no local.

O departamento jurídico que assessora os artistas adotará as medidas cabíveis relativas ao descumprimento do contrato.”

Edição: Roberth Costa
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários