BH tem leve aumento na ocupação de leitos e transmissão da Covid-19

Leitos em hospital de BH
Nível de transmissão do vírus na cidade chegou a 0,98 (Amanda Dias/BHAZ)

Depois que a ocupação de leitos de enfermaria destinados ao tratamento da Covid-19 em Belo Horizonte voltou ao nível amarelo, os indicadores de monitoramento da doença apresentaram leve aumento nesta quarta-feira (24). Além da taxa de ocupação de leitos de enfermaria, os índices incluem a ocupação de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao tratamento da Covid-19 e o número médio de transmissão por infectado (Rt) do vírus na cidade.

De acordo com boletins epidemiológicos divulgados pela PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) ontem e hoje, a ocupação de leitos de enfermaria subiu de 50% para 50,6%, enquanto a ocupação de UTIs aumentou de 64,2% para 66,9%. Os dois índices estão no nível amarelo, que representam estado de alerta.

Já o Rt foi, de ontem para hoje, de 0,96 para 0,98. O ideal é que o Rt seja mantido abaixo de 1, então o indicador permanece no nível verde e não representa alerta, de acordo com os parâmetros da PBH. Se o índice passar de 1, ele chega ao nível amarelo.

Indicadores Covid
Rt está próximo de atingir nível amarelo (Reprodução/PBH)

De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, Belo Horizonte tem 107.891 casos confirmados de Covid-19 e já registrou 2.711 óbitos em decorrência da doença. Além disso, a capital superou a marca de 100 mil pessoas recuperadas da infecção pelo novo coronavírus. Ainda segundo o documento, 4.671 casos estão em acompanhamento em BH.

Imunização

Outro fator importante para o controle do vírus, a imunização também avançou um pouco na capital. Ao todo, 109.139 pessoas já receberam a primeira dose do imunizante – e, dessas, 54.247 já receberam a segunda. Ao todo, 203.546 doses que já foram distribuídas para os pontos de imunização devem ser aplicadas em breve.

Ainda hoje, Minas Gerais recebeu mais 357,4 mil doses da vacina contra a Covid-19. A quinta remessa enviada pelo Ministério da Saúde chegou a Belo Horizonte às 11h30, no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, conhecido como Aeroporto de Confins. Com isso, o número de imunizantes recebidos no estado mineiro chega a 1,5 milhão.

De lá, sob escolta da Polícia Federal, as vacinas seguiram para a Central Estadual da Rede de Frio da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde), de onde serão distribuídas, nos próximos dias, às Unidades Regionais de Saúde (URS) e aos municípios mineiros. O público-alvo e os quantitativos que as prefeituras irão receber serão anunciados pela SES-MG na sexta-feira (26).

Remessas recebidas pelo estado

  • 1ª remessa: 577.480 doses da CoronaVac em 18/1
  • 2ª  remessa: 190.500 doses de AstraZeneca em 24/1
  • 3ª remessa: 87.600 doses da CoronaVac em 25/1
  • 4ª remessa: 315.600 doses da CoronaVac em 7/2
  • 5ª remessa: 357.400 doses da AstraZeneca e CoronaVac, em 23/2

Com Agência Minas

Edição: Roberth Costa
Sofia Leão
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários