Nego do Borel chora e volta a desabafar sobre polêmica com Duda Reis

nego do borel
Em série de vídeos, cantor voltou a desabafar sobre acusações da ex-noiva (Reprodução/Instagram/@negodoborel)

O cantor Nego do Borel voltou a falar sobre as polêmicas envolvendo seu relacionamento com Duda Reis na tarde deste domingo (28). Muito abalado, ele fez uma série de posts – já deletados – no Instagram se defendendo das acusações feitas pela ex-noiva. Nos vídeos, o cantor aparece chorando, lamenta a reviravolta em sua vida e relata episódios do que ele afirma ser um “massacre” que está sofrendo do público.

“Eu queria tanto mostrar para vocês o coração bom que eu tenho”, começa o cantor, lembrando de um episódio recente em que foi chamado de “macho escroto” por uma atendente de uma lanchonete. “Eu fingi que não ouvi e vim embora chorando. Eu estou todo dia me perguntando, falando ‘Deus, por favor mostra para as pessoas que eu não fiz essas coisas”, continua.

Nego do Borel diz ainda que a família dele também tem sofrido com as acusações. “Eu vejo minha mamãe chorando, aí eu falo assim: ‘mãe, o seu filho não fez isso, eu nunca estuprei ninguém, eu não fiz essas coisas aí”, afirma, emocionado. Ele cita também uma conversa que teve com a avó, na qual reforçou que não era culpado e recebeu apoio.

‘Não sou racista’

Nas imagens, o cantor comentou ainda sobre as acusações feitas por Duda de que ele seria racista. Em janeiro deste ano, a atriz fez publicações afirmando que o ex-noivo fazia caridade para postar nas redes sociais, mas, nos bastidores, dispara comentários racistas sobre as crianças e jovens negros que ajudava.

Neste sábado, ele negou as acusações. “Eu não quero filmar, aparecer. Eu faço porque eu gosto. As pessoas precisam da gente, essas pessoas da comunidade, as famílias das favelas precisam. Tem muitos jogadores que me seguem e, quando me veem fazendo uma ação, essas pessoas fazem também. É por isso que eu posto, eu não sou racista”, disse, em meio às lágrimas.

Recado para Duda

Nego do Borel disse ainda que, desde que as acusações envolvendo seu nome vieram a público, ele se pergunta se “a pessoa vai ligar” e pedir desculpa – se referindo a Duda. Ele também aproveitou a publicação para se dirigir à atriz. “Eu quero mandar um recado para a pessoa, que eu amo, eu ainda continuo amando”, disse.

“Mas eu não sei porque essa pessoa está fazendo isso, eu não fiz isso tudo de ruim para merecer isso. Poxa, Deus, por favor me ajuda”, continua. O cantor afirmou ainda que acha difícil compreender o sentido da própria vida e que queria “amor e carinho das pessoas”. “Avida não está mais fazendo sentido para mim, porque eu estou sendo julgado. Eu estou sendo muito massacrado e as pessoas não querem me escutar”, concluiu.

Relembre a polêmica

Nego do Borel e Duda Reis já haviam chamado a atenção nas redes sociais diversas vezes, porque a família da atriz fazia publicações criticando o cantor constantemente. Inicialmente, Duda negava todas as acusações ao então noivo, mas, em dezembro de 2020, eles anunciaram o fim do relacionamento de três anos – e pouco depois a atriz revelou diversas violências sofridas enquanto ainda estava com ele.

Em um desabafo no Instagram no dia 12 de janeiro, Duda expôs situações de agressão e ameaças vindas do ex-noivo, que também ameaçava matar a família dela. A atriz também acusou o cantor de racismo durante os atos de caridade, de estupro de vulnerável – por ter feito sexo enquanto ela estava medicada – e de tê-la infectado com doença sexualmente transmissível e fez outros posts dando detalhes do relacionamento abusivo. As polêmicas vieram à tona após uma traição do cantor ter sido revelada.

Desde então, Nego do Borel – que também foi acusado de abuso por outra ex-namorada – teve dinheiro e documentos apreendidos pela polícia e tem feito diversos esforços para limpar a própria imagem. Ele já tentou acionar a Justiça para proibir a ex de citar seu nome – o pedido foi negado -, se voltou para o discurso religioso e expôs até resultados – insuficientes para o diagnóstico – de exames de sangue para provar que não havia transmitido HPV à então noiva.

Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Repórter no BHAZ desde outubro de 2019. Jornalista graduada pela PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais) e com atuação focada nas editorias de Cidades, Guia e Cultura.

Comentários