Ocupação das UTIs volta subir em BH e segue em alerta máximo

Covid BH ocupação UTI
Em contrapartida, a ocupação em enfermarias teve queda (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Belo Horizonte registrou alta na ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) nas últimas 24 horas. Apesar das últimas melhoras nos indicadores da Covid-19, as UTIs são as que mais preocupam, já que estão no nível vermelho de alerta máximo.

O boletim da PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) mostra que, de ontem (14) para hoje (15), houve um aumento de dois pontos percentuais. Atualmente, as UTIs estão com 87,2% dos leitos ocupados. Em contrapartida, a ocupação nas enfermarias caiu de 68,1% para 65,4% nas últimas 24 horas. O número de transmissão por infectado se manteve em 0,87.

Ainda segundo o boletim, ao todo, a capital já registrou 3.814 mortes pela doença e o número de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já são 161.181.

Indicadores da Covid-19 em BH (Reprodução/PBH)

Futuro do comércio

O agravamento no cenário da pandemia em BH foi o que levou a administração municipal a fechar o comércio logo no início de março – e agora, a melhora no cenário pode significar uma reabertura. Desde esta quarta-feira (14) o prefeito Alexandre Kalil tem se reunido com o Comitê de enfrentamento à doença para decidir quais serão os próximos passos para combater a pandemia.

Alguns dos motivos que podem ter causado impasse na decisão entre reabertura e manutenção do fechamento são a melhora nos indicadores da Covid-19 nos últimos dias e, em contrapartida, o risco iminente de falta de insumos e de profissionais de saúde na capital.

Edição: Roberth Costa
Jordânia Andrade
Jordânia Andradejordania.andrade@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde outubro de 2020. Jornalista formada no UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) com passagens pelos veículos Sou BH, Alvorada FM e rádio Itatiaia. Atua em projetos com foco em política, diversidade e jornalismo comunitário.

Comentários