Pesquisar
Close this search box.

Um ano após crime, BH terá ato em homenagem a Bárbara Vitória: ‘Muita saudade’

Por

Bárbara Vitória
Menina saiu de casa pela última vez há um ano (Arquivo pessoal)

Há pouco mais de um ano, Bárbara Vitória saiu de casa, na região de Venda Nova, para comprar pão e não voltou mais. Dois dias depois, o corpo da criança de 10 anos foi encontrado. Neste sábado (5), um tributo na Pampulha vai prestar homenagem à menina e oferecer apoio à família dela.

O ato é organizado pelo Instituto Mila (Movimento Infância Livre de Abusos) e vai reunir pessoas sensíveis à causa para uma caminhada simbólica em memória da criança. Ao BHAZ, o pai de Bárbara Vitória confirmou que ele e o resto da família também marcarão presença.

Rogério Rodrigues Lopes afirma que ficou feliz quando foi procurado pelo instituto e espera que o tributo contribua para que o caso não seja esquecido. “No sábado, fez um ano da última vez que a vimos, e ontem fez um ano que a enterramos. É muita saudade”, relembra.

O pai da criança também diz que está recebendo apoio dos amigos e familiares desde que tudo aconteceu. “Uma palavra amiga, um abraço, que tem hora que a gente precisa. Porque enterrar a filha nessa idade não é fácil”, lamenta.

Tributo
Ato vai contar com a presença da família da criança (Instituto Mila/Divulgação)

Homenagem

Em vídeo compartilhado nas redes sociais, Vanessa Lima, fundadora do Instituto Mila, convoca moradores de BH e região para o ato em homenagem a Bárbara Vitória.

“Impossível esquecer esse caso. Bárbara saiu de casa há exatamente um ano, num fim de tarde de domingo para comprar seu pãozinho preferido, e nunca mais foi vista com vida”, diz.

A concentração começará às 15h30, na praça em frente ao Parque Guanabara, na Pampulha. Às 16h, começa a caminhada simbólica no entorno da praça. Os organizadores ainda vão soltar balões brancos, em homenagens às crianças vítimas de abuso.

“Se possível, vista uma camiseta branca e venha com a sua família abraçar os pais de Bárbara. Vamos mantê-la viva no coração de seus pais e irmãos”, convoca a fundadora do instituto.

Relembre o caso

Bárbara Vitória Rodrigues desapareceu ao sair de casa para comprar pão no dia 31 de julho de 2022, no bairro Mantiqueira, região de Venda Nova, na divisa entre BH e Ribeirão das Neves. O corpo dela foi encontrado em 2 de agosto, no bairro Landi 2ª Seção, em um campo de futebol.

Uma vizinha que saiu pela região com o objetivo de encontrar a criança se deparou com o corpo em uma mata atrás do campo de futebol Pedra Branca. Bárbara Vitória estava com a camisa do Atlético, mas sem o short amarelo que usava na última vez em que foi vista.

No dia 3 de julho, Paulo Sérgio de Oliveira, homem de 51 anos investigado por envolvimento no assassinato da menina foi encontrado morto no bairro Cachoeirinha, região Nordeste de BH.

Dias depois, a Polícia Civil confirmou que o material genético de Paulo foi encontrado no corpo da menina. A perícia também concluiu que a menina foi vítima de violência sexual e morta por asfixia no mesmo dia em que saiu de casa.

Sofia Leão

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ