Pesquisar
Close this search box.

Quadro de saúde de sargento baleado em BH é ‘irreversível’

Por

sgt dias quadro saúde
Welbert de Souza Fagundes é acusado de matar o policial Roger Dias na região Norte de BH, durante uma perseguição (Reprodução/Redes Sociais)

A Justiça de Minas Gerais converteu nesse sábado (6) a prisão de Welbert de Souza Fagundes, de 25 anos, para preventiva. O homem é suspeito de atirar em um policial durante uma perseguição que aconteceu no bairro Aarão Reis, região Nordeste de BH. O outro envolvido, de 33 anos, também está preso.

Rodrigo Dias, sargento da Polícia Militar, era um dos agentes que perseguiam os dois suspeitos de carro. Em determinado momento, a perseguição continuou a pé.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que um homem atira contra o PM, que cai ferido no chão. Ele está internado no Hospital João XXIII em estado muito grave.

Conforme apurado pelo BHAZ, o policial fazia 10 anos de corporação nesse sábado (6). Ele levou três tiros, um na perna direita e dois na cabeça.

Neste domingo (7), a Polícia Militar confirmou que a postura dos especialistas responsáveis pelo atendimento médico é de que o quadro é irreversível. Mas, também disse que o militar ainda passa por exames e é monitorado, sendo que todos os protocolos médicos estão sendo respeitados.

João Lages

Repórter no BHAZ desde setembro de 2023. Jornalista com 4 anos de experiência em veículos de comunicação. Fez cobertura de casos que têm relevância nacional e internacional. Com passagem pela RecordTV Minas, também foi produtor e editor de textos na Record News.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ