Petrobras aumenta preço da gasolina e do diesel a partir de amanhã

Petrobras
Últimos aumentos foram anunciados pela Petrobras em outubro de 2021 (Fernando Frazão/Agência Brasil)

A partir desta quarta-feira (12), os preços da gasolina e do diesel vão aumentar em todo o país. A Petrobras anunciou hoje (11) o reajuste dos preços de venda dos combustíveis para as distribuidoras.

A partir de amanhã, o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, um aumento de 4,85%.

Já o preço médio de venda do diesel para as distribuidoras vai de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, o que representa um aumento de 8,08%.

Variação

“Esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras”, informou a estatal em comunicado.

Os últimos aumentos ocorreram em outubro de 2021, quando a Petrobras também anunciou aumento nos preços do gás de cozinha. Em dezembro, a estatal reduziu o preço da gasolina em R$ 0,10 litro por litro, enquanto o valor do diesel permaneceu estável.

“A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, acompanhando as variações para cima e para baixo, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos, das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais”, completa o comunicado.

Combustível subiu em 2021

Entre janeiro e dezembro de 2021, o preço médio da gasolina em Belo Horizonte e na região metropolitana subiu 46,98%, indo de R$4,649 para R$6,833. A informação é de pesquisa realizada pelo site Mercado Mineiro com o aplicativo ComOferta, divulgada no início de janeiro.

O levantamento consultou 145 postos na região entre os dias 20 a 23 de dezembro do ano passado, comparando os preços encontrados com aqueles registrados no início de 2021. A pesquisa ainda aponta que o etanol não é viável para o bolso do consumidor.

“Hoje, o menor preço da gasolina comum é R$6,687, e o maior R$7,399, com a diferença de 10,65%. Em comparação realizada pelo preço médio de um mês atrás, constatamos que a gasolina caiu 1,17% ou R$ 0,08. O consumidor praticamente não percebe essa queda, porque é muito pequena em relação aos aumentos durante todo o ano”, explica o diretor do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu.

Edição: Giovanna Fávero
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduanda em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Comentários