Coltec suspende atividades presenciais por dez dias após casos de Covid-19 entre alunos e professores

Coltec suspende aulas presenciais
Instituição de ensino tem dezenas de casos confirmados entre alunos e servidores (Foca Lisboa/UFMG/Divulgação)

Atualização às 12:20 do dia 16/01/2022 : O título e o texto foram atualizados para deixar mais evidente que o Comitê Local de Biossegurança do Coltec acredita que as contaminações por Covid-19 ocorreram fora do ambiente escolar.

O Coltec (Colégio Técnico) da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) suspendeu as atividades didáticas presenciais a partir desta sexta-feira (14), até o dia 23 de janeiro, em virtude de casos de Covid-19 na instituição. O comitê local de biossegurança registrou 38 casos suspeitos e 18 confirmados pela infecção entre estudantes e servidores – com apenas seis desses chegando a frequentar a escola. Ainda assim, por segurança, decidiram adotar diretrizes do plano para o retorno presencial da universidade mineira.

Em comunicado direcionado à comunidade, o grupo responsável pela biossegurança do Coltec informou que somente seis pessoas infectadas chegaram a frequentar a escola neste início de ano, quando as aulas presenciais foram retomadas. Desse modo, tudo indica que o contágio não ocorreu nas dependências do instituto.

A presidente do comitê, Vírgina Fernandes Mota, salientou que a decisão considera o atual contexto epidemiológico do novo coronavírus. Segundo ela, a circulação da variante ômicron e o vírus Influenza contribuíram para a indicação a fim de desenvolver um “melhor monitoramento e redução do risco de contaminação” (leia o comunicado na íntegra abaixo).

Adoção de atividades remotas

A nota que fala sobre a suspensão acrescenta, ainda, que as aulas previstas passam a ser remotas a partir de hoje (14) e se estendem da mesma maneira até o dia 21. Assim, os encontros síncronos virtuais devem ser realizados de forma coerente com os horários estipulados presencialmente.

O Comitê Local reforçou a importância de encaminhar informações sobre eventuais sintomas gripais, bem como atestados médicos referentes ao mal estar dos estudantes, à instituição. De acordo com o comunicado, a previsão é a de que a doença faça parte de nosso “repertório” de vírus respiratórios por tempo indeterminado. Assim sendo, é fundamental seguir com as medidas de segurança e distanciamento social.

Após a Coltec suspender aulas presenciais, a entidade também recomendou que os estudantes acessem o MonitoraCovid para registrar uma notificação de suspeita e serem encaminhados ao Telecovid, caso necessário. “Nosso esperado retorno às atividades presenciais está sujeito a idas e vindas, sempre orientado pelos indicadores epidemiológicos e com respeito à vida, à saúde e à educação”, finaliza a mensagem.

Nota do Coltec na íntegra

Cara comunidade coltecana,

Comunicamos a suspensão das atividades presenciais no Coltec por 10 dias (14/01/22 a 23/01/22).

Desde o início das aulas em janeiro de 2022, o Comitê Local de Biossegurança do Coltec foi notificado de 38 casos suspeitos e 18 casos confirmados de covid entre estudantes e servidores, destes apenas 6 chegaram a frequentar a escola, o que indica provavelmente adquiridos em espaços fora da escola. Considerando o atual contexto epidemiológico com circulação da nova variante ômicron e de Influenza, com apoio do Comitê Permanente da UFMG, indicou-se a suspensão das atividades presenciais para melhor monitoramento e redução do risco de contaminação.

Todas as atividades didáticas previstas para o período de 14/01 a 21/01/22 devem passar para o modelo remoto e os encontros síncronos devem ser realizados nos horários programados para as atividades presenciais.

O Comitê de Biossegurança do Coltec continuará fazendo o acompanhamento dos casos confirmados e informa que, até o momento, nenhum membro da comunidade apresentou agravamento dos sintomas. 

Agradecemos a colaboração da comunidade coltecana no processo de monitoramento, tão importante neste momento. Solicitamos que continuem encaminhando ao Comitê Local as informações sobre início de sintomas gripais, os atestados médicos e que acessem o MonitoraCovid para registro da notificação e encaminhamento ao Telecovid, se necessário (https://ufmg.br/coronavirus). 

Sempre é bom lembrar da importância de usar máscaras de boa qualidade, evitar aglomerações, respeitar o período de isolamento ou quarentena e, principalmente, manter a vacinação em dia com todas as doses recomendadas para covid.

Com base no que sabemos até o momento, o SARS-CoV2 fará parte de nosso “repertório” de vírus respiratórios por tempo indeterminado e exige que nos habituemos às medidas de biossegurança e monitoramento. Nosso esperado retorno às atividades presenciais está sujeito a idas e vindas, sempre orientado pelos indicadores epidemiológicos e com respeito à vida, à saúde e à educação.

Virgínia Fernandes Mota

Presidente do Comitê de Biossegurança do COLTEC-UFMG

Edição: Giovanna Fávero
Nicole Vasquesnicole.vasques@bhaz.com.br

Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Participou de reportagem premiada pela CDL/BH em 2022.

Comentários