‘G4, tô de volta!’ Galo volta a vencer após quatro partidas no Brasileiro

atlético mg atlético go
O Galo voltou a vencer e alegrou sua torcida (Pedro Souza/Atlético)

Após quatro jogos seguidos sem vitória no Brasileiro, o Galo voltou a jogar bem e derrotou o Atlético Goianiense por 2 a 0 nesta noite de sábado (14) no Independência, em Belo Horizonte. Com a vitória, o clube subiu para a 2ª posição momentaneamente, com 12 pontos.

Agora, torce para tropeços de outros times com jogos a menos, já que o Galo tem um jogo a mais do que a maioria dos adversários, pelo adiantamento do duelo contra o Bragantino.

O próximo compromisso pelo Brasileirão será apenas em 29 de maio, contra o Avaí. Antes, o time de Mohamed possui importantes duelos pela Libertadores e Copa do Brasil. Nesta quinta-feira (19), enfrenta o Independiente del Valle em BH. Três dias depois (22), visita o Brasiliense no jogo de volta da 3ª fase. Já no dia 25, recebe o Tolima na capital mineira.

Galo na frente

O time da casa começou pressionando a saída de bola do visitante, buscando atacar e sair em vantagem. O estilo de jogo deu certo logo aos 13 minutos, quando o Galo abriu o placar. Keno cobrou escanteio, Nathan Silva cabeceou e o goleiro Ronaldo defendeu. Na sobra, a bola bateu no volante Marlon Freitas e foi contra o próprio gol do Dragão: 1 a 0 para o Mineiro.

Quaaase

Pouco depois, aos 16, quase veio o segundo após boa jogada ensaiada de escanteio curto. Nacho bateu, Guga fez o corta-luz e Keno chutou de primeira. Porém, a zaga tirou a bola antes dela ir no gol. Depois, outro bom lance para o alvinegro voltou a ocorrer as 35 do 1T no chutaço de Jair, para boa espalmada de Ronaldo.

No finalzinho da primeira etapa, aos 44, Keno cruzou perigoso para a área e a defesa do tricolor afastou na medida.

Morno

Na volta para o 2T, a intensidade do jogo diminuiu e o time alvinegro passou a chamar mais o tricolor para o seu campo. Porém, o Atlético-GO também tinha dificuldades para acertar as jogadas, o que deixava o jogo mais truncado.

Galo amplia

Quando o atacante tem estrela, o gol vem em qualquer hora, mesmo quando o jogo não está movimentado! Aos 26, o Galo pressionou a saída do Dragão e ficou com a bola. Nacho chutou de dentro da área e Ronaldo salvou. No rebote, ele passou para Hulk, que chutou de primeira para as redes e fez o seu 16º gol em 18 partidas no ano!

Depois, o alvinegro administrou a vantagem até o final e garantiu sua terceira vitória no Brasileiro, para comemoração e alívio da torcida, que estava com saudade dos triunfos do Galo.

Beatriz Kalil Otherobeatriz.othero@bhaz.com.br

Mineira de BH, graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre esportes para o BHAZ. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2021 e 2022. Também produziu reportagens premiadas pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil em 2020.

Comentários