Elza Soares, gigante da música brasileira, morre aos 91 anos no Rio de Janeiro

elza soares
Morte foi confirmada pela família de Elza nesta tarde (Reprodução/Instagram)

Mais uma grande perda para a música brasileira. A cantora Elza Soares morreu, na tarde desta quinta-feira (20), em decorrência de causa naturais em sua casa, no Rio de Janeiro. Pelas redes sociais da artista, a família da cantora confirmou a informação e lamentou a perda.

“Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação”, anunciam, em nota.

“A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”, finaliza o comunicado.

‘Que seja estrela’

A perda de Elza Soares foi recebida com muita tristeza pelos brasileiros. Nas redes sociais, artistas, amigos e fãs prestaram homenagens a cantora.

“Descansa uma das maiores do nosso país, representante da resistência e resiliência de seu povo. Dona Elza, missão cumprida! e agora começa a nossa missão: celebra-la sempre! Que seja recebida em festa, essa incrível mulher de Luz…!”, escreveu a cantora Maria Rita no Twitter.

“Tocou gerações e gerações com a potência de milhões de vozes em uma! Mudou minha vida e eu só posso dizer como te amo, Elza. Nosso coração dói. Que seja estrela no céu assim como foi na terra”, comentou a influencer Nataly Neri na publicação da artista.

“Descanse em paz, Elza Soares. O mundo do samba e de toda a música brasileira te agradece e reverencia pela sua vida e sua arte!”, declarou o cantor Zeca Pagodinho ao compartilhar diversas fotos ao lado de Elza. Veja a repercussão:

Elza Soares: A ‘voz do milênio’

Elza Gomes da Conceição, nascida na Vila Vintém, no Rio de Janeiro, se tornou um dos principais nomes do samba. Sua carreira começou no final dos anos 50 e, desde então, a artista passeou por diversos estilos, mostrando a versatilidade e potência de sua voz.

Não demorou muito para que o talento de Elza ultrapassasse barreiras. Em 1999, foi eleita pela Rádio BBC de Londres como a “cantora brasileira do milênio”. Com mais de 30 álbuns lançados, seu último disco foi o “Planeta Fome”, de 2019, indicado ao Grammy Latino na categoria “Melhor Álbum de Música Popular Brasileira”.

Elza nos deixa na mesma data em que Garrincha, com quem a artista viveu um romance durante 16 anos. O craque da Seleção Brasileira faleceu no dia 20 de janeiro de 1983, de cirrose hepática, no Rio de Janeiro.

‘Sangue mineiro’

Apesar de carioca, Elza Soares tinha uma relação muito íntima com Minas Gerais. É que os pais da artista e sua avó eram mineiros, fazendo com que ela passasse a amar e considerar o estado como sua segunda casa.

Em 2019, Elza se tornou Cidadã Honorária de Belo Horizonte por iniciativa do então vereador Gilson Reis (PCdoB). A artista se apresentaria na capital mineira em agosto deste ano, no Festival Sarará, no Mineirão.

Pelo Instagram, os organizadores do evento lamentaram a perda da grande voz. “Hoje a mulher do fim do mundo nos deixou e nossos corações sentem o pesar dessa perda. Elza Soares se foi, mas jamais será esquecida”.

Edição: Giovanna Fávero
Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários