Lula se diz cruzeirense, convoca jovens às urnas e alfineta Bolsonaro durante ato em BH

lula bh
O petista afirmou que não quer ser candidato ‘apenas do PT ou dos aliados’ e pediu o apoio das mulheres e dos jovens mineiros (Asafe Alcântara/BHAZ)

Durante seu discurso em ato realizado nesta segunda-feira (9), na região Oeste de Belo Horizonte, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teceu duras críticas contra Jair Bolsonaro (PL) e afirmou que cabe aos brasileiros “jogar o fascismo no esgoto”. O petista ainda afirmou que não quer ser candidato “apenas do PT ou dos aliados” a pediu o apoio das mulheres e dos jovens mineiros.

“Não é um partido que vai ganhar essas eleições, não é um candidato. Eu não quero ser candidato apenas do PT, dos partidos aliados, quero ser do movimento, das pessoas que amam, que não têm possibilidades, que choraram pelos parentes que morreram na pandemia, que ficaram desempregadas”, declarou ele.

Lula ainda diz que o seu eleitorado enfrenta “um adversário que representa a anti-democracia, anti-amor, anti-paz, anti-educação anti-desenvolvimento, ignorância, violência, fascismo no Brasil” e afirma aos apoiadores que “vamos ter que jogar o fascismo no esgoto”.

Relação com Minas

Ainda durante sua fala aos apoiadores, o petista relembrou seu passado e sua relação com Minas Gerais e disse que pretende estreitar ainda mais os laços com o estado. O ex-presidente conta que a primeira vez que veio à capital foi em 1979 após a morte de um operário durante a Ditadura Militar.

“Quando chegamos aqui tinha um clima muito pesado, muita violência da policia. Fomos conversar com o prefeito, Maurício Campos, pra dizer que se tirassem a PM da rua íamos conversar com os trabalhadores, que era preciso dar comida para eles”, relembra Lula.

Além da política, o ex-presidente ainda se arriscou a escolher um time mineiro para chamar de seu. “Lamentavelmente, não aprendi a ser atleticano. Virei torcedor do Cruzeiro. Esses dias fiquei feliz, porque vi o pequeno América, time que cai sistematicamente para a Série B, bater no gigante Atlético Mineiro”, brincou ele, relembrando a derrota do Galo para o América no fim de semana, pelo Brasileirão.

Lula atrai multidão

Petistas e apoiadores de diferentes regiões do Brasil marcaram presença no Expominas, na região Oeste de Belo Horizonte, para receber o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O ato denominado de “Lula abraça Minas” começou por volta das 17h e representa o início da corrida presidencial de Lula em Minas Gerais (veja aqui).

Antes do evento começar, uma grande fila de apoiadores se formou na porta do centro de convenções. Pessoas trajadas com bandeiras, faixas, camisetas e bonés vermelhos cantavam juntas músicas partidárias e gritos em apoio ao ex-presidente.

Além de apoiadores antigos, o político atraiu uma grande parcela de jovens ao Expominas. Durante o seu discurso, o petista incentivou que eles participem ativamente da política brasileira, tanto nas urnas, quanto nos cargos parlamentares.

“Na hora que vocês, jovens, acharem que ninguém presta, que não tem político honesto, partido sério, governador, prefeito ou presidente sério, não desistam. Entrem na política, porque a pessoa decente que você quer está entre vocês. Vocês que vão mudar esse país”, declarou.

Edição: Roberth Costa
Sofia Leãosofia.leao@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde 2019 e graduanda em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Participou de reportagens premiadas pelo Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, pela CDL/BH e pelo Prêmio Sebrae de Jornalismo em 2021.

Larissa Reislarissa.reis@bhaz.com.br

Graduada em jornalismo pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e repórter do BHAZ desde 2021. Vencedora do 13° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog.

Comentários