Pesquisar
Close this search box.

Sargento baleado em serviço em BH tem morte confirmada

Por

sgt dias quadro saúde
Welbert de Souza Fagundes é acusado de matar o policial Roger Dias na região Norte de BH, durante uma perseguição (Reprodução/Redes Sociais)

O sargento da Polícia Militar de Minas Gerais Roger Dias da Cunha teve morte confirmada na noite deste domingo. O policial foi atingido por três tiros durante uma perseguição no bairro Aarão Reis, região Nordeste de BH, na noite de sexta-feira.

O policial militar estava internado no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII desde o dia do crime, e seu quadro era dado como ‘irreversível’. O sargento Roger foi atingido por dois tiros na cabeças, cujos projéteis ficaram alojados no cérebro do militar. Um terceiro disparo atingiu a sua perna.

Vídeo de câmeras de segurança mostram momento em que o PM persegue os suspeitos a pé e é atingido pelos disparos, ficando caído no chão.

O comandante-geral da PMMG, coronel Rodrigo Piassi do Nascimento, publicou mensagem de solidariedade à família de Roger. “À família, amigos e companheiros de trabalho, expresso minhas condolências”, escreveu em homenagem ao sargento, que completou dez anos de corporação no sábado, um dia antes de morrer.

O homem preso por atirar à queima-roupa contra o sargento gozava do benefício da saída temporária. Ele havia sido preso no segundo semestre do ano passado por furtar um carro em Belo Horizonte. Não havia sido o primeiro crime cometido pelo suspeito, segundo apurou a reportagem do jornal O Tempo.

Redação BHAZ

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ