Pesquisar
Close this search box.

5 novidades do Twitter anunciadas por Elon Musk

Por

Elon Musk veste blazer e camisa preta
Elon Musk anunciou as primeiras mudanças no Twitter após adquirir a rede social

O empresário Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX, confirmou a compra do Twitter por US$ 44 bilhões após conturbada negociação. E agora já anuncia as primeiras novidades da rede social sob a sua gestão depois de demitir os chefões da antiga diretoria.

As novas medidas devem fazer parte de uma mudança radical na rede social, que, a partir de agora, terá uma forma de acesso pago. Chamada de Twitter Blue, a categoria custará US$ 8 por mês para usuários dos Estados Unidos. Em outros países, o valor será cobrado de acordo com a renda dos usuários.

Entre os benefícios da categoria paga estão o selo azul de verificado.

Em comunicado no Twitter, Elon Musk criticou o atual sistema de concessão do cobiçado selo. “”O atual sistema de senhores e camponeses do Twitter para quem tem ou não uma marca de verificação azul é uma merda. Poder ao povo! Blue por US$ 8 por mês”, escreveu o bilionário, em sua conta na rede social.

Mas as mudanças não param por aí.

Primeiras mudanças no Twitter na gestão Elon Musk

Além do selo verificado, o empresário acrescentou que outros benefícios do plano pago serão:

  • Selo azul de verificado
  • “prioridade nas respostas, menções e pesquisa”;
  • “capacidade de postar vídeo e áudio longos”;
  • “metade dos anúncios”;
  • e “desvio de paywall dos publicadores” que trabalharem com a rede social

Negociação arrastada

A negociação para compra do Twitter pelo dono da Tesla se arrastou por seis meses. À época da oferta, um reboliço se instaurou. Mas Elon Musk chegou a anunciar que havia desistido do negócio.

Ele acusava a direção do Twitter de omitir a quantidade de contas falsas. O levantamento da rede social falava em 5% dos usuários totais, mas Musk se disse enganado, e dizia que o número era muito maior.

Mas, com multa imposta entre as partes para caso de desistência da negociação, o empresário bilionário concordou em fechar o negócio e, na última quinta-feira, fechou a compra da rede social pelo valor acordado inicialmente: US$ 44 bilhões.

Pedro Rocha Franco

Pedro Rocha Franco é jornalista desde 2007 e estudante de ciências sociais. Foi repórter do jornal Estado de Minas, editor do portal O Tempo e head de digital da Itatiaia. Hoje é gerente executivo do BHAZ. Além disso, colaborou com UOL e Repórter Brasil.

Mais lidas do dia

Leia mais

Acompanhe com o BHAZ