Covid: PBH publica decreto que autoriza bares abertos até 23h e público em jogos de futebol

bar e mineirão
Decreto publicado permite ampliação do funcionamento e volta dos torcedores (Tânia Rêgo/Agência Brasil + Amanda Dias/BHAZ)

Belo Horizonte deu um novo passo na flexibilização das atividades durante a pandemia do novo coronavírus. Decreto publicado pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD) autoriza o funcionamento de bares e restaurantes até às 23h e permite a retomada de torcedores em partidas de futebol. O documento com as permissões foi publicado no DOM (Diário Oficial do Município) desta quinta-feira (29). As novidades foram anunciadas durante a semana.

Agora, os comerciantes de serviços de alimentação para consumo no local podem funcionar, diariamente, entre 11h e 23h. A medida é válida para restaurantes, cantinas, sorveterias, bares e similares, inclusive aqueles no interior de galerias de lojas, centros de comércio, shopping centers e clubes de serviço, de lazer, sociais e esportivos.

A retirada do produto no local poderá acontecer até às 22h e não há restrição para a entrega em domicílio.

Público nos estádios

Outra novidade na flexibilização é a volta do públicos em estádios de futebol. Conforme publicado no decreto de Kalil, não há restrição de horário para o comparecimento e pode acontecer diariamente. Apesar disso, uma série de medidas precisam ser seguidas neste formato de teste realizado pela PBH Prefeitura de Belo Horizonte.

O público limite será de 30% da capacidade do estádio, o torcedor vai precisar apresentar teste PCR realizado com 72 horas de antecedência, estão proibidas as vendas de camarotes, todos os portões deverão ficar abertos e as vendas de ingressos devem acontecer somente pela internet.

Além disso, os torcedores precisarão fornecer nome e telefone no momento da compra, para que a Secretaria Municipal de Saúde consiga fazer o rastreamento de possíveis casos positivos.

Covid em BH

Segundo o Boletim Epidemiológico publicado pela PBH no início da noite de ontem, a taxa de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) está em 57,7% – nível amarelo. Em um cenário mais favorável está a ocupação de leitos de enfermaria que registrou 45,9% – nível verde. O fator RT, que mede o número médio de transmissão por infectado, está em 0,89, também no verde.

Belo Horizonte soma 258.046 casos de Covid-19. Desses, 6.202 casos evoluíram a óbito e outros 3.814 ainda estão em acompanhamento. Receberam alta 248.030 pacientes diagnosticados com a doença na capital mineira.

Edição: Roberth Costa
Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política. Teve reportagens agraciadas pelo prêmio CDL.

Comentários